A Contabilidade é a alma da empresa


         A contabilidade é a alma da empresa, nela ficam registrados todos os atos e fatos. Se os atos do administrador são corretos: documentação adequada, transações negociais dentro do objeto da empresa, o reflexo é imediato: a contabilidade é transparente. Caso contrário pode ser utilizada para incriminar a empresa, sócios, administradores e contador que foram relapsos e desleixados.

Qualquer tipo de empresa, independentemente de seu porte ou natureza jurídica, necessita manter escrituração contábil, para controlar seu patrimônio e gerenciar adequadamente seus negócios. Entretanto, não se trata exclusivamente de uma necessidade gerencial, o que já seria uma importante justificativa. A escrituração contábil está contida como exigência expressa em diversas legislações vigentes. É de extrema necessidade que a empresa possua todos os seus documentos fiscais e financeiros devidamente registrados.
         A prática de ações transparentes e da escrituração contábil revela a cultura e norteia o dia-a-dia dos gestores da entidade.
         A escrituração contábil, ainda que de forma simplificada, e as demonstrações contábeis dela decorrentes estão arroladas como exigências ou atribuições que devem ser satisfeitas pelos contabilistas em atendimento aos diversos dispositivos da legislação de regência, sob pena de punição e responsabilidade profissionais, conforme vínculo obrigacional que seguem.

Para a realização da contabilização dos fatos ocorridos nas empresas é de suma importância o envio dos documentos que possibilitam este ato.

De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade (NBCT) 2.2, a documentação contábil compreende todos os documentos, livros, papéis, registros e outras peças, que apóiam ou compõem escrituração contábil. A empresa é obrigada a manter em boa ordem a documentação contábil, pois são a base para os registros.
                                                    
Danielle Cotta e Edson Antunes

 

 

  Site Map